segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008


... Banco de espera
Não é um querer ser,
e sim ter
Não sinto espera, sou paciência
querendo apesar de.
Vivo!
Espero, anseio.
sua entrada por aquela porta,
e que teu sorriso me convide a ser.
Angel Ilanah

10 comentários:

Fernanda Miranda disse...

Muito legal a poesia...adorei o blog...parabéns!
Se quiser conhecer o meu tb será um prazer:
http://cotidianoativobyfer.blogspot.com/

Abraços!

Everaldo Ygor disse...

Olá...
Um belo poema...
Esperando novos versos...
Abraços
Everaldo Ygor
http://outrasandancas.blogspot.com/

Diego Rodrigo disse...

O homem é ser mais paciente que existe nesse mundo!
talvez por ser racional!

ficou muito bom o poema!
Diego Rodrigo

blog disse...

Um poema-minuto daqueles que a rapaziada "marginal" gostava de fazer.
altamente simbólico, subjetivo.
Vale, vale.

Jonathan Alves disse...

Curto porem intenso.

minha url mudou para:
http://jonathan-alves.blogspot.com

rato contra a vassoura disse...

o poder do sorriso... a mais bela droga do amor...

a mais viciante, que tão veloz se vai contra o amor-próprio

Dan Caumo disse...

O difícil do querer ser não é o esperar, mas o ter coragem. Parabéns pela reflexão

Paulo Roberto disse...

Muito forte teu texto.
Lee algo parecido no blog do Marco, http://afontequenuncaseca.blogspot.com

Já tenho banner, pega lá.

Marcus Vinicius disse...

hehe
q bom q vc gostou do meu blog!
o seu tbm eh muito bom!
gostei doq vc escreveu!
um abraço

Luidi disse...

pois essa vocábulo paciente faz jus. o q mostra q há bastante tempo bancos de espera são ocupados nos hospitais e postos de saúde.